quarta-feira, 29 de julho de 2015


Para muitos as férias já passaram, mas enquanto ela ainda estava por aí aproveitei para matar aquela vontade de bolinho que nem sempre dá pra satisfazer.

Esse bolo fica ultra fofo e molhadinho, a receita que vou passar veio do canal da Dani Noce, só mudei o tipo de cobertura, adaptando para o que tinha em casa ;)

Ingredientes:
1 xíc. de água quente (aproximadamente 240ml)
1 + 1/4 xíc. de chocolate em pó
1 + 1/2 xíc. de açúcar
4 ovos
1 xíc. de óleo de sua preferência
1 col. (sopa) de essência de baunilha (opcional)
1 pitada de sal
2 xíc. de farinha de trigo
1 col. (sopa) de fermento em pó

Modo de preparo:
  • Antes de tudo, já ligue o forno em 180ºC para pré-aquecer
  • Dissolva o chocolate em pó na água quente e em seguida faça o mesmo com o açúcar.
  • Então acrescente os ovos, o óleo*, a essência de baunilha e a pitada de sal e incorpore todos eles.
  • Por último peneire a farinha de trigo e o fermento em pó, acrescente na massa e misture até que fique homogêneo (com o fouet fica mais fácil).
  • Unte uma forma com manteiga e ao invés de enfarinhar, passe chocolate em pó ao seu redor. No meu caso, usei uma forma de silicone que não é necessário que unte, mas essa é a única exceção.
  • Então adicione a massa e leve ao forno em 180ºC por mais ou menos 40 min. Pode variar de acordo com o seu forno e a forma usada, então a dica mais fácil é até que você ponha a faca dentro do bolo e ela não volte melecadinha (deu pra entender?).
*Uma observação que pode ser óbvia para alguns, mas que eu descobri a pouco tempo e achei bem útil. Bolos feitos com óleo tendem a ficar fofinhos por mais tempo do que os feitos com manteiga, até porque a manteiga endurece de acordo com a temperatura ambiente e consequentemente endurece o bolo com mais facilidade. Na minha cabeça isso fez muito sentido quando descobri hahahaha, enfim, é isso.

Agora é só esperar, mas enquanto isso dá pra ir fazendo a cobertura. Você pode fazer a que é ensinada no vídeo, que é um brigadeiro mole, ou pode fazer um ganache conforme os passos abaixo.

Ingredientes:

60g de creme de leite
125g de chocolate em barra de sua preferência (só não pode ser o branco)

Modo de Preparo:

Ponha esquentar o creme de leite (pode ser no micro-ondas uns 30 segundos) e em seguida acrescente o chocolate quebrado em pedaços e vá mexendo até que derreta completamente, então você pode ir regulando a consistência do seu ganache acrescentando leite aos pouquinhos para que fique como desejar.

E agora que seu bolinho já saiu do forno, espere um pouquinho ele esfriar (para desenformar) e então acrescente a cobertura deliciosa que você escolher fazer.


Pronto, já dá para aproveitar esses dias de inverno em boa companhia hahahaha.

Espero que tenham gostado da receita e se fizerem me enviem foto ou marque em alguma rede social que está aqui do lado que eu adoraria ver, ahh e coloca a hashtag da Dani Noce também já que a receita é dela :D #ICKFD

Beijos e até o próximo post!


quinta-feira, 25 de junho de 2015

Como vocês podem ver pelo título, hoje o post vai ser um pouquinho diferente do habitual. Vim compartilhar uma técnica fotográfica que aprendi a um tempo na matéria de Equipamentos Fotográficos e que me deixou encantada e muuuuito animada :D

O negócio é o seguinte, na falta de uma lente Macro, a gente pode usar uma "gambiarra" e a criatividade de alguém que um dia pensou isso (eu pelo menos nunca teria imaginado).

Vou mostrar algumas imagens que encontrei e explicar um pouquinho como funciona, é bem simples, prometo.










A dificuldade de tirar fotos de um objeto muito perto, é o foco, e as lentes mais comuns possuem uma distância mínima que não permite que nesse caso ela fique nítida.

Mas a questão é que a partir dessa técnica podemos tirar as tão estimadas fotos macro com a lente mais comum por aí, a 18-55mm. É necessário apenas inverter a lente como nas imagens acima com muito cuidado (já que todo o mecanismo ali é delicado), e aproximar bem do objeto desejado. E deixando o "zoom" da lente no número 18, a foto será tirada mais de perto, já no 55, será possível um pouco mais de longe mas ainda sim com um resultado que não ocorreria caso a lente estivesse na sua posição normal.

O único porém é que não será possível mudar as configurações, mas no caso das Canons, o diafragma automaticamente abrirá ao máximo, já nas Nikons, o diafragma ficará na sua posição de menor abertura (entrando menos luz), sendo possível através de uma mini "alavanquinha" segurar o diafragma o mais aberto possível durante a foto (o que as Canons não têm).

Desta forma, a melhor condição para tirar fotos assim é sendo o local bastante iluminado.
Ah, e uma coisa que é importante saber, é que o foco não é muito controlável por nós, você vai aproximando e afastando do objeto até "achar" ele, na prática é melhor de entender.

E agora para ilustrar tudo isso vou mostrar algumas fotos que tirei, todas sem nenhuma edição posterior.




Foto tirada durante a aula. Detalhe do desenho na unha de uma amiga.



Globinho de Neve de Paris! :3



Detalhes lindos do Carrossel trazido da viagem também.


E caso tente fazer em casa, compartilha comigo o resultado que eu vou amar.

É isso gente, espero que tenham gostado e caso queiram que eu compartilhe mais sobre as minhas aulas comente aqui.
Beijos e até o próximo post!


quinta-feira, 28 de maio de 2015


Tempos atrás assisti ao filme Mesmo se Nada der Certo (Begin Again) e fiquei encantada com cada música da trilha sonora. A ideia inicial era fazer uma resenha do filme, mas passou tanto tempo que agora já não poderia escrever com tanta certeza.

Porém, as músicas do filme se tornaram presentes no meu dia a dia desde que as coloquei no meu celular e nunca é tarde para dar boas indicações musicais.

As músicas podem agradar bastante gente, pois vai desde o mais divertido até o mais calminho com letras simples que dá pra facilmente sair cantando por aí, nem que seja só um pedacinho (porque é muito mais divertido escutar música quando a gente sabe a letra e pode cantar né?).

Além disso, na trilha sonora podemos aproveitar a voz única do Adam Levine  (Maroon 5) e também a mais delicada e tranquila da atriz Keira Knightley.

Depois de falar um pouquinho, só resta deixar a trilha sonora pra que vocês possam ouvir e se apaixonar. Ah, e se quiserem ir para alguma música específica, na descrição desse vídeo tem o tempo certo para ouvir cada uma.


E é claro que eu não podia deixar de indicar o filme em si. Então, depois de ouvir as músicas, já pode buscar nas locadoras, porque além de lindo, é muito inspirador.

É isso gente, espero que tenham gostado.
Beijos e até o próximo post!


quinta-feira, 14 de maio de 2015



Meu primeiro contato com a saga do autor James Dashner foi através do filme Maze Runner - Correr ou Morrer lançado em setembro do ano passado. Como eu não havia lido o livro, estava deslumbrada com o filme (que não deixa de ser bom) e a história, mas quando uma amiga falou que não dava para comparar um e outro e que a versão original era muito mais detalhada, decidi adicionar a saga como "Quero Ler" lá no Skoob. (Obrigada por me emprestar o livro Sah )

O livro narrado em terceira pessoa, inicia com Thomas dentro de uma caixa metálica rumo à Clareira seguindo a regra de um garoto enviado por mês. O momento em que a caixa chega ao seu destino marca o início de uma nova vida para Thomas e o início de muitas mudanças para os Clareanos.

A Clareira é onde boa parte do livro é narrado, onde vivem cerca de 50 garotos que trabalham e cooperam para que tudo continue em ordem e que todos se mantenham vivos com algumas ajudas dos Criadores.
Os chamados Criadores são aqueles que os mandaram para lá e criaram aquele lugar, em parte ajudam com suprimentos, medicamentos e utensílios necessários, mas também são os criadores dos temidos Verdugos, bichos assassinos e nojentos que ocupam parte da preocupação dos Clareanos.

Porém toda essa situação tem um propósito, os meninos vivem cercados por um labirinto que se move constantemente e é habitado principalmente durante a noite pelos Verdugos. Para desvenda-lo existem os Corredores, responsáveis por correr por todo o labirinto durante o dia e voltar à Clareira antes que os portões que os protegem se fechem para estudar e completar os mapas, em busca de alguma evidência ou resposta. 
A Clareira deixa de ser um lugar rotineiro quando pouco tempo depois de Thomas chegar outra pessoa é enviada, mas dessa vez é uma garota e traz uma mensagem dos Criadores: "Ela é a última".



Sobre o físico do livro, as páginas são amareladas e na minha opinião a fonte e diagramação são de ótima qualidade, o que favorece muito a leitura.
De qualquer forma, esse é um livro que te prende até o final, nenhuma parte foi muito enrolada ou monótona. Eu me surpreendi com a leitura e com certeza procurarei a continuação.

Bom, essa foi uma resenha meio complicada de escrever, mas espero que eu tenha passado tudo aquilo que pretendia e que vocês tenham compreendido.

Beijos e até o próximo post!



sábado, 9 de maio de 2015

O We Heart It é um site fundado por brasileiros com foco no compartilhamento imagens através de “hearts” (corações). Apesar de ter brasileiros como seus criadores, seu template é em inglês, idioma universal, visando um público alvo e marketing maior. As fotos são postadas através dos usuários que podem adicionar "tags", desta forma filtrando sua pesquisa e alcançando um número maior de visualizações.

Bom, esse é o conceito geral do site, mas na minha percepção, possui um significado muito maior e outras infinitas opções e oportunidades. 
Eu já conhecia o We Heart It de muitos anos atrás, mas nunca tinha chegado e me aprofundar nele ou pesquisar e navegar por muito tempo. Foi no início desse mês que tornei minha antiga conta mais ativa e passei a apreciar as fotos ali postadas. O site pode até servir como uma espécie de portfólio, que é o que venho fazendo, nele coloco minhas melhores fotos e posso compartilhar com outros "hearters" assim como eles fazem comigo.
É possível seguir os "hearters", todo seu perfil, ou seguir apenas algum álbum que essa pessoa criou, sendo que cada vez que ele postar ou "heartear" uma imagem aparecerá na sua "dashboard", o seu painel, o seu feed.
P.S: amei esse novo vocabulário hahahaha

E para comprovar mesmo que as imagens são lindas, vou deixar algumas para que possam ver.
♡
(By: Sandy213)

Just...
(By: Kareninu)

Untitled
(By: AinNina)

Untitled | via Tumblr

Untitled
(By: me :)

E é claro que se vocês quiserem dar uma olhada no meu perfil e nas fotos que já postei é só clicar aqui :)

Espero que tenham gostado da sugestão e que se apaixonem assim como eu.
Beijos e até o próximo  post.


quarta-feira, 29 de abril de 2015

Como prometido em posts anteriores, hoje vim mostrar e compartilhar um pouquinho das mudanças que fiz na parede de quadrinhos e molduras de gesso aqui no meu quarto.

Antes da mudança a parede só tinha as molduras de gesso, elas foram compradas em uma loja aqui de Curitiba e pintadas por mim mesma. Não vou dizer que foi super fácil, foi um pouco trabalhoso por conta do formato de algumas molduras, as de mãos que tive que passar e o tempo de espera.

Todo o empenho valeu muito a pena, já que gastei por volta de 50 reais em 6 molduras, 3 tintas, uma cobertura e pincel.


Eu já tinha visto posts e vídeos falando sobre parede de quadrinhos em diversos blogs, então decidi mudar aqui também. 

Teve uma época que eu, minha mãe, irmã e avó estávamos inspiradas em fazer caixinhas, pois é, aquelas que você pinta e coloca um guardanapo bonito e estampado por cima ou tecidinhos mesmo. Como consequêcia, ficamos com muitas caixinhas de todos os tipos guardadas, sem nem ter onde enfiar algumas.
Então, a ideia foi pegar a tampa dessas caixinhas e pendurar na parede como se fossem quadrinhos. Simples, barato e muito bonitinho.


E essas borboletas e balõeszinhos que eu coloquei junto são desenhos da minha irmã, mas você pode pesquisar, imprimir e colar o que você quiser.





Esse quadrinho aí foi feito com uma pequena gambiarra para colocar a Torre Eiffel hahahaha, mas deu certo.



Todas as molduras sem o espelho tem o centro vazio, então eu peguei tecidos com estampas que combinassem, cortei cartolina do tamanho da moldura e com cola branca e 
um pincel apliquei por cima de forma que ficasse colado.





Bom, era isso que eu queria compartilhar.
Espero que tenham gostado e caso reproduzam mandem fotos e me marquem em alguma das redes sociais aqui do lado.
Beijos e até o próximo post!


terça-feira, 21 de abril de 2015

Criado mudo é aquele móvel onde você deixa tudo aquilo que deseja estar esteja bem pertinho e à mão quando precisar. Livros, remédios, acessórios e algumas coisas fofas que nos inspiram. 

Como eu disse no último post, esse fim de semana foi bem produtivo quanto a decoração do meu quarto. Procurei algumas inspirações e pus a mão na massa, fui trocando tudo de lugar até me sentir satisfeita, e para que vocês se sintam assim também, vou deixar algumas imagens que os desperte a imaginação e o resultado do meu quarto.

Random
(via)

Pode-se colocar apenas o essencial, luminária para a leitura de uma revista, relógio/despertador, um porta retrato com uma boa lembrança e um item discreto, mas lindo, como uma vela perfumada ou um copo trabalhado.

Furniture, The Blue Suitcase Nightstand That Has A Unique And Beautiful Design With The Cute And Great Color That Looks So Interesting For The Small Room In The Bedroom With The Great Table Lamp And The White Vase With Red Flower: Furnish Your Room With T
 (via1/via2)

Transformando uma mala antiga em um móvel lindo com apenas alguns ajustes (ou não). Simples e muito criativo, além de oferecer espaço para guardar mais coisas.

Furniture: There Are Times When We Could Use Some Good Unique Nightstand Ideas Nightstands, Black Nightstand, White Nightstand ~ Pldhs
(via)

Pegar as famosas caixas de feira e empilhar, podendo deixar um ar rústico.

 

Da forma mais simples, fofa e prática possível, reutilizando bancos e cadeiras bonitas.



E por último como ficou o meu quarto. Peguei a ideia de como mostrado em algumas das imagens e organizei os objetos mais altos atrás e os mais baixos mais para frente. Eu gostei do resultado, e vocês? Assim fico com alguns de meus livros à mão, alguns acessórios (brincos e relógios) e batons que mais uso, fora os itens decorativos fofíssimos que minha mãe me presenteou, como o globo de neve e o carrossel de Paris (ai ai <3). Ah, não posso esquecer do meu cofrinho de câmera também hahahaha.

Espero que tenham gostado das dicas.
Beijos e até o próximo post!


Quem sou

Quem sou
Em setembro de 2013 comecei a escrever sobre livros, e desde então melhorei e mudei os assuntos abordados para muito além da literatura, como fotografia, decoração, culinária, moda, música e filmes. Curitibana, aos 14 anos, amo visitar confeitarias e cafés em boa companhia. Obrigada por visitar o blog, qualquer sugestão é muito bem vinda e aceita!

Redes Sociais

Twitter Youtube Pinterest Instagram Skoob

O que você procura?

Follow me on

Seguidores

Tecnologia do Blogger.